EN PT

Alienação de Navio

 

Dá-se conhecimento público de que a TTSL – Transtejo Soflusa, S.A. pretende alienar o navio “Madragoa” no estado em que se encontra.

 

Navio a alienar

Navio Matrícula Peso bruto – Toneladas Estado Localização
Madragoa LX-3141-TL

313,12

A nado Doca 13 (Cacilhas)

 

O navio a alienar pode ser visitado, a pedido dos interessados, a remeter até ao dia 12/7/2024 para o endereço eletrónico lino.sousa@ttsl.pt.

 

As regras aplicáveis ao presente procedimento, incluindo a documentação a apresentar com as propostas, encontram-se detalhadas aqui:

Caderno de Encargos

 

O critério de adjudicação é o preço por tonelada mais alto proposto.

 

O navio é entregue ao Comprador no local onde se encontra e transportado para o local de pesagem pelo Comprador, incumbindo a este todo os encargos relacionados com a recolha, transporte, pesagem, tratamento e eliminação de resíduos, bem como os encargos relacionados com a tramitação do processo administrativo associado, incluindo taxas, autorizações, licenças e quaisquer quantias devidas a entidades públicas.

 

As condições de pagamento a vigorar são as que se encontram detalhadas no Caderno de Encargos (clique, aqui, para aceder ao documento).

 

A TTSL reserva-se o direito de não aceitar propostas caso os valores respetivos sejam considerados excessivamente baixos.
Para este efeito, a TTSL considera um valor de referência de €300,00/tonelada.

 

As propostas devem ser apresentadas em envelope fechado, por correio registado ou por mão própria, com protocolo de entrega, na morada: Terminal Fluvial do Cais do Sodré, Rua da Cintura do Porto de Lisboa 1249-249 Lisboa.
Independentemente do modo de entrega, as propostas têm de dar entrada nos serviços da TTSL, no Terminal Fluvial do Cais do Sodré, até às 17h de 18/7/2024.

 

No dia 19/7/2024, pelas 10h00, no Auditório Transtejo, sito no Terminal Fluvial do Cais do Sodré, Rua da Cintura do Porto de Lisboa, 1249-249 Lisboa, realiza-se a sessão de abertura das propostas, na presença dos representantes credenciados dos proponentes.

Presidente da TTSL eleita Presidente do Comité de Transporte Aquático da UITP

 

A Presidente do Conselho de Administração da TTSL – Transtejo Soflusa, Alexandra Ferreira de Carvalho, foi eleita Presidente do Comité de Transporte Aquático da União Internacional dos Transportes Públicos (UITP).

 

Este comité, composto por operadores e entidades dedicados à operação e à otimização dos serviços de transporte público aquático, tem o seu foco de atuação centrado em três áreas essenciais:
– Sensibilização: Promover a importância do transporte aquático no contexto urbano;
– Melhoria de Padrões de Serviço: Garantir operações seguras, eficientes e acessíveis;
– Partilha de Conhecimento: Facilitar a disseminação de informações relevantes sobre acessibilidade, integração de sistemas, segurança e design de terminais.

 

 

Com o desenvolvimento das zonas ribeirinhas e o aumento do congestionamento urbano, o transporte aquático tornou-se uma componente vital e sustentável das cidades modernas.
Este modo de transporte permite uma solução prática para a mobilidade urbana e oferece, também, uma experiência única e agradável de visualização panorâmica das cidades.
O Comité de Transporte Aquático da UITP pretende, assim, alcançar avanços positivos na integração do transporte aquático com outros modos e sistemas de transporte público, beneficiando a vida das cidades e dos seus habitantes em todo o mundo.

 

A eleição de Alexandra Ferreira de Carvalho para a liderança deste comité reflete o trabalho e o compromisso da TTSL com a inovação e a sustentabilidade nos transportes públicos.

TTSL realiza Inquérito anual de Satisfação do Cliente

 

 

Entre os dias 6 e 10 de maio, é realizado um estudo sobre a satisfação do Cliente do transporte público fluvial, com o objetivo de aferir e melhorar da qualidade do serviço prestado.

 

Os questionários de resposta rápida são realizados no interior dos terminais e estações fluviais e a bordo das embarcações das cinco ligações fluviais, por entrevistadores/as devidamente identificados/as .

 

 

A TTSL – Transtejo Soflusa agradece a participação dos/as seus/suas passageiros/as nesta iniciativa, a qual permitirá um conhecimento mais profundo da realidade atual, uma melhor fundamentação da estratégia da empresa e uma adequação mais assertiva das várias dimensões do serviço às necessidades diárias de mobilidade.

 

 

Embarque connosco nesta iniciativa!

Alienação de Pontões e de Passadiços

 

Dá-se conhecimento público de que a Transtejo – Transportes Tejo S.A. pretende alienar dois pontões e dois passadiços no estado em que se encontram, para abate.

 

Pontões e passadiços a alienar

 

Lote Equipamento Matrícula Peso bruto – Toneladas Estado Localização
Lote 1 Pontão Poço do Bispo LX-360-AL 68,52 A nado (navegável) Doca 13 (Cacilhas)
Lote 2 Pontão Montijo LX-33-AL 68,19 A nado (navegável) Terminal Fluvial do Barreiro
Lote 3 Passadiço 20,00 Doca 13 (Cacilhas)
Lote 4 Passadiço 15,00 Terminal Fluvial do Barreiro

 

 

Os equipamentos a alienar podem ser visitados, a pedido dos interessados, a remeter até ao dia 18/3/2024 para o endereço eletrónico fdamas@transtejo.pt.

 

As regras aplicáveis ao presente procedimento, incluindo a documentação a apresentar com as propostas, encontram-se detalhadas aqui.

A adjudicação é efetuada por lote e o critério de adjudicação é o preço mais alto proposto por tonelada.

 

Os equipamentos são recolhidos do local onde se encontram e transportados para o local da pesagem pelo Comprador, incumbindo-lhe todos os encargos relacionados com a recolha, transporte, pesagem, tratamento e eliminação de resíduos, bem como com os encargos relacionados com a tramitação do processo administrativo associado, incluindo taxas, autorizações, licenças e quaisquer quantias devidas a entidades públicas.

 

As condições de pagamento a vigorar são as que se encontram detalhadas no respetivo caderno de encargos (clique para aceder).

 

A Transtejo reserva-se o direito de não aceitar propostas caso os valores respetivos sejam considerados excessivamente baixos.
Para este efeito, a Transtejo considera um valor de referência de €275,00/tonelada.

 

As propostas devem ser apresentadas por correio registado ou por mão própria, com protocolo de entrega, em envelope fechado, na seguinte morada: Terminal Fluvial do Cais do Sodré, 1249-249 Lisboa.
Independentemente da forma de envio, as propostas têm que dar entrada nos serviços da Transtejo, no Terminal Fluvial do Cais do Sodré, até às 17h00 de 25/3/2024.

 

No dia 26/3/2024, pelas 10h00, no Auditório Transtejo, sito no Terminal Fluvial do Cais do Sodré, Rua da Cintura do Porto de Lisboa, 1249-249 Lisboa, realiza-se a sessão de abertura das propostas, na presença dos representantes credenciados dos proponentes.

Alienação de Navios

 

Dá-se conhecimento público de que a Transtejo – Transportes Tejo, S.A. pretende alienar três navios no estado em que se encontram.

 

 

Navios a alienar

Lote Navio Matrícula Arqueação líquida – Toneladas Preço de referência Localização
Lote 1 S. Jorge LX-3163-TL 280 250.000,00€+iva Doca 13 (Cacilhas)
Lote 2 Pedro Nunes LX-3194-TL 102 30.600,00€+iva Terminal fluvial do Barreiro
Lote 3 Chiado LX-3170-TL 172 51.600,00€+iva Terminal fluvial do Montijo (Seixalinho)

 

 

 

Os navios a alienar podem ser visitados, a pedido dos interessados, a remeter até ao dia 26/1/2024 para os endereços eletrónicos sec@ttsl.pt ou lino.sousa@ttsl.pt.

 

As regras aplicáveis ao presente procedimento, incluindo a documentação a apresentar com as propostas, encontram-se detalhadas aqui:
Caderno de Encargos
Anexo I
Anexo II
Anexo III

 

A adjudicação é efetuada por lote e o critério de adjudicação é o preço mais alto proposto para cada lote.

Os navios são entregues pela Transtejo no local onde se encontram e transportados, através de reboque, para local definido pelo Comprador, incumbindo-lhe todos os encargos relacionados com a recolha e reboque do navio para o seu destino, bem como com os encargos relacionados com a tramitação do processo administrativo associado, incluindo taxas, autorizações, licenças e quaisquer quantias devidas a entidades públicas.

 

No caso de compra para abate, o tratamento e eliminação de resíduos, bem como com os encargos relacionados com a tramitação do processo administrativo associado, incluindo taxas, autorizações, licenças e quaisquer quantias devidas a entidades públicas, cabem ao Comprador.

 

As condições de pagamento a vigorar são as que se encontram detalhadas no Caderno de Encargos (clique, aqui, para aceder ao documento).

 

 

A Transtejo reserva-se o direito de não aceitar propostas caso os valores respetivos sejam considerados excessivamente baixos.
O prazo para a apresentação de propostas termina às 17h00 do dia 14/2/2024.

 

No dia 15/2/2024, pelas 10h00 no Auditório Transtejo, sito no Terminal Fluvial do Cais do Sodré, Rua da Cintura do Porto de Lisboa, 1249-249 Lisboa, realiza-se a sessão de abertura das propostas, na presença dos representantes credenciados dos proponentes.

Passe navegante® gratuito para todos os estudantes até aos 23 anos

 

 

A partir de 1 de janeiro de 2024, o passe navegante® será gratuito para estudantes até aos 23 anos.

 

Esta medida, prevista no Orçamento do Estado para 2024 e aprovada pela Assembleia da República, permitirá a todos os estudantes até aos 23 anos de idade viajar gratuitamente em toda a área metropolitana de Lisboa (amL), contribuindo de forma substancial para a economia familiar e para a mobilidade coletiva e sustentável.

 

 

Os atuais detentores do passe navegante® 4_18 ou sub23 já podem carregar o seu passe mensal, gratuitamente, em qualquer uma das nossas bilheteiras assistidas, garantindo a sua correta validação a partir do primeiro dia do novo ano.

 

 

Para mais informações consulte o site navegante.pt.

 

 

Tarifário 2024

 

Consulte, aqui, os novos preços dos títulos de transporte, a vigorar a partir do próximo dia 1 de janeiro de 2024.

 

(Clique na imagem para aceder à visualização completa)

 

 

 

 

 

Atualização: 27 de dezembro | 13h28

Original: 15 de dezembro | 15h59

Alienação de Pontões

 

Dá-se conhecimento público de que a Transtejo – Transportes Tejo, S.A. pretende alienar dois pontões no estado em que se encontram.

 

 

Equipamentos a alienar

Lote Equipamento Matrícula

Peso bruto

Toneladas

Estado Localização
Lote 1 Pontão Poço do Bispo LX-360-AL 68,52 A nado (navegável) Doca 13 (Cacilhas)
Lote 2 Pontão Montijo LX-33-AL 68,19 A nado (navegável) Terminal Fluvial do Barreiro

 

 

Os equipamentos a alienar podem ser visitados a pedido dos interessados, a remeter até ao dia 11 de dezembro de 2023, para o endereço eletrónico:fdamas@transtejo.pt.

 

As regras aplicáveis ao presente procedimento, incluindo a documentação a apresentar com as propostas, encontram-se detalhadas aqui.

 

A adjudicação é efetuada por lote e o critério de adjudicação é o preço mais alto proposto por tonelada.

 

 

Os equipamentos são recolhidos do local onde se encontram e transportados para o local da pesagem pelo Comprador, incumbindo-lhe todos os encargos relacionados com a recolha, transporte, pesagem, tratamento e eliminação de resíduos, bem como com os encargos relacionados com a tramitação do processo administrativo associado, incluindo taxas, autorizações, licenças e quaisquer quantias devidas a entidades públicas.

 

As condições de pagamento a vigorar são as que se encontram detalhadas no respetivo caderno de encargos (clique para aceder).

 

 

A Transtejo reserva-se o direito de não aceitar propostas caso os valores respetivos sejam considerados excessivamente baixos.
Para este efeito, a Transtejo considera um valor de referência de €300,00/tonelada.

 

No dia 18 de dezembro de 2023, pelas 10h00, no Auditório Transtejo, sito no Terminal Fluvial do Cais do Sodré, Rua da Cintura do Porto de Lisboa, em Lisboa, realiza-se a sessão de abertura das propostas, na presença dos representantes credenciados dos proponentes.

 

Visto do Tribunal de Contas ao Contrato de fornecimento de 9 packs de baterias marítimas para a nova frota 100% elétrica

 

No dia 20 de outubro, tramitado o processo de fiscalização prévia, foi concedido pelo Tribunal de Contas visto ao contrato de fornecimento de baterias a instalar em 9 dos navios de propulsão elétrica em construção que integram a nova frota destinada a assegurar o serviço público de transporte fluvial de passageiros.

 

Concluído o Concurso Público com publicidade internacional, o fornecimento foi adjudicado à Astilleros Gondán, S.A., pelo preço de € 15.999.750,00 (quinze milhões novecentos e noventa e nove mil setecentos e cinquenta euros), acrescido do IVA à taxa legal em vigor.

Na sequência, foi outorgado o respetivo contrato, no passado dia 07.09.2023, tendo o mesmo sido enviado ao Tribunal de Contas, para efeitos de obtenção de visto, na mesma data.

 

A Transtejo pode, assim, dar execução ao contrato, disponibilizando os 9 packs de baterias marítimas à Astilleros Gondán, S.A., para a devida instalação nos 9 navios em construção.

 

O contrato celebrado, em fevereiro de 2020, com os estaleiros asturianos, prevê a construção de 10 navios elétricos e o fornecimento de 1 conjunto de baterias principais, já instalado no navio Leader “Cegonha-Branca”.

O Plano de Renovação da Frota permite à Transtejo transformar a sua operação numa referência do serviço público de transporte de passageiros – serviço fiável, seguro, confortável e sustentável – e contribuir para o processo de descarbonização da atividade.

AMOLIS cria site para melhoria do transporte público da Área Metropolitana de Lisboa

 

 

A AMOLIS – Associação Metropolitana de Operadores de Transporte de Lisboa conta com novo site – www.amolis.pt -, um espaço com as principais informações e atividades dessa associação.

 

Numa página web dinâmica, poder-se-á encontrar informação de interesse para o setor dos transportes e para a consequente melhoria da qualidade do serviço prestado.

 

 

A AMOLIS iniciou a sua atividade em 2022, como uma associação de direito privado sem fins lucrativos, constituindo-se como uma plataforma de comunicação e partilha técnica, tecnológica e funcional, que beneficia da experiência dos seus associados nos domínios da mobilidade e transportes, tendo em consideração a promoção de uma mobilidade segura e sustentável que priorize a segurança dos clientes, otimizando a sua satisfação.

 

A associação poderá atuar em interesse próprio ou de acordo com os interesses coletivos dos seus onze membros associados, perante outras entidades públicas ou privadas de interesse para o setor. Poderá, igualmente, atuar como ponto de contacto dos associados com terceiros, designadamente, operadores de transporte público, integradores e outros agentes da área da mobilidade, bem como associar-se a outras associações congéneres, nacionais ou internacionais, criando sinergias e trocas de experiências.

 

 

A Alsa, a Barraqueiro Transportes, a Cascais Próxima, a Carris, a CP – Comboios de Portugal, a Fertagus, o Metropolitano de Lisboa, a Rodoviária de Lisboa, a TTSL – Transtejo Soflusa, a TST – Transportes Sul do Tejo e a Viação Alvorada são as entidades associadas que decidiram unir-se para potenciar uma visão integrada no âmbito da Mobilidade Urbana e criar sinergias entre os vários operadores de transporte na Área Metropolitana de Lisboa.